Buscar
  • Hudson Toledo

Construção de creche é retomada após seis anos em Campo Limpo Paulista.

Após bloqueios financeiros e exigências do MEC, prefeitura reinicia obras de creche no bairro Outeiro das Paineiras


Por: Hudson Toledo - 14 de maio de 2022 às 17h55


No último dia 31 de março, Dr.Luiz Brás, prefeito de Campo Limpo Paulista, assinou um contrato com uma nova empreiteira para o término da construção da creche dos Outeiros das Paineiras.

Obras da creche do Outeiros das Paineiras, em Campo Limpo Paulista em 2020. (imagem: Reprodução / TV Tem)

Após seis anos de espera, os moradores de Outeiros das Paineiras receberam a notícia de que a construção da creche finalmente seria retomada, o anúncio foi feito por meio das redes sociais da prefeitura de Campo Limpo Paulista.

O Ministério da Educação havia bloqueado os recursos que eram enviados à prefeitura, recursos esses que seriam utilizados para investir nas áreas da educação do município. Além disso, o MEC cobrou o valor de R$1,2 milhão que havia sido enviado em 2014 para a construção da creche. Todos esses fatos teriam colaborado para o atraso das obras.

Em entrevista, o prefeito disse que o investimento para a finalização da creche será feita pela própria cidade. “Após algumas reuniões, a prefeitura decidiu que irá colocar dinheiro do próprio orçamento para a conclusão das obras, e assim não precisariam devolver o dinheiro para a União”. Também aproveitou para explicar que o dinheiro vindo do MEC não seria suficiente. “Os R$700mil [do Ministério] que não foram utilizados na obra não seriam capazes de cobrir todos os custos atuais, já que os materiais necessários acabaram tendo um auto aumento no valor para a compra”.

Já o secretário de obras, Cirilo de Alexandria Almeida, enfatiza que, dessa vez, a fiscalização da secretaria será mais rígida do que da gestão anterior. “O acompanhamento da obra será feito rigorosamente, para que assim a creche seja entregue dentro do novo prazo,não divulgado até o momento".

Para Cirilo, a maior dificuldade atualmente é a falta de um acesso viável para chegar até a creche, pois as pessoas precisam caminhar cerca de 1,5 km de estrada de terra, sem iluminação e sem nenhuma condição de segurança para aqueles que transitam no local. “A falta de uma linha de ônibus que passe no local também é um grande problema, mas já estamos trabalhando para que essa linha seja criada o mais breve possível”, finaliza o secretário.

Uma moradora do Vila Ypê, que não quis ser identificada, contou à nossa equipe que, por falta de uma creche perto de casa, perdeu oportunidades de trabalho. “Já tive que recusar três vagas de emprego, pois não tinha com quem deixar meus dois filhos, a creche que tem aqui no Vila Ypê é inviável para mim, e sem a conclusão da nova creche eu acabo ficando presa dentro de casa sem poder sair para trabalhar”.

31 visualizações