top of page
Buscar

"Homem-Aranha: Através do Aranhaverso" redefine os gêneros de herói e animação mais uma vez

Sequência do filme de 2018, o filme aprofunda a história de Miles Morales e Gwen Stacy no multiverso


Por: Kleber Polanic - 12 de junho de 2023 às 19h45

Homem-Aranha: Através do Aranhaverso (2023) é continuação direta do filme Homem-Aranha no Aranhaverso (2018) onde conhecemos a história de Miles Morales, um adolescente do Brooklyn tentando se encaixar na escola e se adaptar a sua nova vida como Homem-Aranha. Neste filme, vemos a evolução de Miles, que ainda precisa conciliar a vida de Aranha com a de estudante.


O primeiro filme foi destaque por ser revolucionário na sua ambientação e traço diferenciado comparado com a maioria das animações. O sucesso foi tanto, que diversas empresas investiram em novas formas de animação para competir com o padrão estabelecido pela Pixar. Seria muito difícil para sequência conseguir fazer algo que batesse de frente ou superasse o que foi feito 5 anos atrás. Mas o filme consegue elevar a criatividade de seus cenários, aumentar o capricho nos detalhes e aumentar a grandiosidade do multiverso, expandindo ainda mais as possibilidades para o próximo filme.


A adição de novos Aranhas funciona muito bem, dos protagonistas até os que aparecem por segundos na tela, todos eles possuem carisma e marcam presença. Entre os principais, a Mulher Aranha (Gwen Stacy) e o Aranha 2099 (Miguel O'Hara) roubam a cena. Gwen tem sua história ampliada para o tamanho que a personagem merece ter, com uma evolução clara do começo até o final do filme. No caso de Miguel, conhecemos sua história como líder dos Aranhas no multiverso e sobre como ele chegou até ali.


Homem-Aranha: Através do Aranhaverso é ainda melhor que seu antecessor

A história é fantástica do início ao fim do filme, por mais que seja um filme de final aberto por se tratar de uma primeira parte de dois filmes, todos os arcos iniciados aqui são bem trabalhados e destacam cada personagem envolvido na trama principal. Tudo é uma sequência direta do primeiro filme, desde como o vilão principal, Mancha surgiu e virou a ameaça que é, até porque a aranha que picou o Miles no primeiro filme brilha logo após picar ele. Todos esses elementos fazem com que o filme fique mais dinâmico e interessante de se acompanhar, mesmo com duração de duas horas, você não percebe a hora passar e fica com um gostinho de quero mais assim que o filme acaba. Isso é algo que vem perseguindo os filmes de herói nos últimos anos, com muitas reclamações ligadas às histórias longas e pouco criativas. Através do Aranhaverso passa longe disso e dá mais uma amostra de como o gênero ainda tem o que entregar, só precisa ser bem feito.


Homem-Aranha: Através do Aranhaverso é ainda melhor que seu antecessor e continua explorando ao máximo todos os seus pontos fortes. Com personagens marcantes, cinematografia rica em detalhes e uma história que vale a pena ser contada. O filme tem potencial de ser uma das melhores obras do gênero no ano e certamente vai brigar por uma estatueta no próximo Oscar.




61 visualizações

Comments


O Jornaleiro_logo branco.png
bottom of page